Normas e Doutrinas dos Batistas

Publicado em 18 de Julho de 2017 no site omissionario.com, orgão oficial da CBMB por Pr. Adailson Velasques

QUAL É A PRINCIPAL DOUTRINA DOS BATISTAS?

 

A Bíblia como única regra de fé e prática; ou seja, só acreditamos no que está na Bíblia e procurando viver de acordo com seus princípios (Gal 1.8)

   

O QUE É A BÍBLIA?

 

A Bíblia é a palavra de Deus em linguagem humana; é totalmente inspirada por ele (II Tim 3.16, II Ped. 1.20-21).

 

QUEM É DEUS?

 

Deus é espírito perfeito (Jo 4.24); é amor justo (I Jo. 4.8) (Rom 6.23); é o criador de tudo o que há. É uma trindade (Mat 20.19) (II Cor 13.13).

 

QUEM É JESUS?

 

É o Deus Filho, um com o Pai (Jo 1.1-3 )(Jo 10.30)(I Jo 5.20); é o salvador do mundo (Luc 19.10, Mac 10.45)

 

QUEM É O ESPÍRITO SANTO?

 

É o Deus Espírito, um com o Pai (At 5.1-11); é o consolador (Jo 14.16-17) e o que convence as pessoas (Jo 16.7-8)

 

O QUE É PECADO?

 

É tudo aquilo que transgredi as leis de Deus (I Jo 3.4), que foram deixadas para o nosso próprio bem; ele causa a morte física e espiritual (Rom 6.23); todos são pecadores pois ninguém atinge o padrão de santidade que Deus exige (Rom 3.23); peca-se até por omissão (Tg 4.17); o pecado não é somente o ato externo, mas o pensamento também (Mat 5.27-28, por exemplo).

 

O QUE É SALVAÇÃO?

 

É o plano pelo qual Deus resgata o homem do pecado. É o perdão e a justificação do pecador.

 

COMO SE PROCESSA A SALVAÇÃO ?

 

A salvação é concedida a todo que se arrepende e tem fé em Jesus (Mc 1.15, At 3.19, Rom 10.9-10). Não é pelas obras (Ef 2.8-9), mas unicamente pela fé (Rom 4), e se processa nas seguintes etapas:

- Arrependimento e fé; éa meia volta do pecador para Deus (Mac 1.15)

- Justificação, que é o ato pelo qual Deus declara o pecador como justo (Rom 5.1)

- Regeneração, o pecador passa a ter uma novamente (Tito 3.4-5; II Cor 5.17)

- Santificação, o processo constante de aperfeiçoamento do crente até atingir a maturidade espiritual (I Tes. 4.3; Heb 12.14; Ef 4.13)

- Glorificação, quando seremos semelhantes a Jesus (em caráter); acontecerá no dia final (I Jo 3.2)

09. Quando é que um crente recebe o Espírito Santo?

No momento de sua convenção (At 19.2; I Co 12.13); na verdade sem o Espirito Santo não há conversão (Jo 16.8; I Cor 12.3). O Espírito Santo também não esta vinculado ao batismo (At 10.47)

 

Com relação ao dom de línguas? Ele é sinal de quem recebe o Espírito Santo?

 

No livro de Atos, a primeira vez que os crentes receberam o Espírito Santo foi seguida do dom de línguas, mas não eram línguas estranhas, e sim conhecidas (At 2), como prova de que os discípulos deveriam realmente ser testemunhas e todo o mundo. Depois, cada vez que um grupo novo era recebido na igreja, também havia a manifestação do dom de língua, mas não era com todos os crentes; apenas com grupos novos de crentes; Paulo por exemplo, não falou em línguas ao receber e ficar cheio de Espírito Santo (At 9.10-19)

O dom de línguas é apenas um entre os muitos dons do Espírito, sendo considerado como o menor inclusive (I Cor 14). Em nenhum texto da Bíblia há uma referência direta ao dom de línguas como prova de que alguém esteja cheio do Espírito Santo. O mandamento de ser cheio do Espírito é dado a todos (Ef 5.18)

Quem não tem o Espirito nem sequer é crente (Rom 8.9)

 

Pode um Batista falar em língua na Igreja?

 

Pode, embora isso seja incentivado ou buscado, e com certeza cause muito escândalo.

Qualquer pessoa que fale em língua na igreja deve obedecer os princípios da Palavra de Deus: Um de cada vez; dois, no máximo três, com interprete (I Cor 14.27-28)

 

O que os batistas consideram como sinal de que alguém esteja cheio do Espírito Santo?

 

O fruto do Espírito: amor, alegria, paz, benignidade, bondade, longanimidade, fidelidade, mansidão e domínio próprio (Gal 5.22-23)

 

Como alguém pode ser cheio do Espírito Santo?

 

Deixando ele agir em sua vida; é questão de consagração e obediência ao Senhor.

Algumas atitudes praticas que ajudam nisso: Uma vida de Oração, uma vida de leitura Bíblica, uma vida de renuncia, uma vida de testemunho e a frequência regular na igreja.

 

O QUE É IGREJA?

 

Biblicamente é o corpo de Cristo (Ef 1.22-23). Igreja visível: a igreja local. A igreja invisível, a igreja de todos os salvos na historia.

 

QUAL É A FUNÇÃO DA IGREJA?

 

Louvar a Deus, servir ao próximo, Praticar o evangelismo, Realizar missões, promover a edificação de seus membros e celebrar a comunhão cristã.

 

Qual são os deveres de um crente para com a sua igreja?

 

Comunhão, assiduidade, serviço e contribuição.

 

O QUE É O BATISMO?

 

É um sinal de identificação com Jesus (Rom 6.3-5), com sua morte e ressurreição.

Como ele é apenas símbolo, é também um testemunho daquilo que já aconteceu no interior da pessoa; é um testemunho de sua conversão.

 

QUEM PODE SER BATIZADO? E POR QUE UMA PESSOA DEVE SER BATIZADA?

 

Apenas quem crer (Mc 16.16); não há nenhum caso na Bíblia de crianças sendo batizadas.

O batismo não salva; o que salva é o crer ou não (Mc 16.16). Mesmo assim, o crente precisa ser batizado. Primeiro, porque Jesus mandou (Mt 28.18-20); depois, o batismo é a forma escolhida pelas igrejas batistas pra que um convertido seja aceito como membro. Assim, o batismo é também um sinal de compromisso com a igreja.

 

COMO DEVE SER O BATISMO?

 

De acordo com seu simbolismos (morrer e ressuscitar – Rom 6.3-5) e pelo próprio significado da palavra batizar (imergir), o batismo deve ser por imersão.

 

O QUE É A CEIA DO SENHOR?

 

É uma celebração simbólica em que se relembra e se anuncia a morte e a ressurreição de Jesus (I Cor 11.23-26; Lc 22.19-23)

Pode ser simbólica, os elementos não se transformam.

 

 

QUEM PODE PARTICIPAR DA CEIA?

 

Há vários pontos de vista, uma vez que o assunto não é pormenorizado nas Escrituras.

Ceia livre – qualquer pessoa que esteja no culto pode participar.

Ceia restrita – somente pessoas da mesma fé e ordem (no caso, somente os batistas) podem participar.

Ceia Ultra restrita – somente os membros da igreja local participam.

 

COMO A IGREJA BATISTA É MANTIDA?

 

Através dos dízimos e ofertas de seus membros.

 

O QUE É O DÍZIMO E O QUE SÃO AS OFERTAS?

 

Dízimo é a decima parte de tudo que se ganha; é uma contribuição regular.

Oferta é uma contribuição voluntária, as vezes solicitada para suprir alguma necessidade que não foi suprida somente com os dízimos, como uma campanha de construção ou uma campanha missionária.

 

O DÍZIMO É BÍBLICO?

 

Sim. Veja-se (Mal 3.10, Lv 27.30-32)

 

Mas são textos do Velho Testamento; há algum texto do Novo Testamento que normatize o dízimo?

 

Jesus deixou isso implícito em Mt 23.23; mas essa discussão se o cristão deve dar o dízimo, ou se ele é um preceito da lei só existe para quem esquece que o dízimo é anterior à lei; veja em Gênesis 14.18-20. A contribuição regular é assunto de II Cor 9.6-10 e I Cor 16.1-2

 

QUEM SÃO OS OFICIAIS DA IGREJA?

 

A Bíblia menciona apenas dois:

Pastor – responsável espiritual por toda a igreja, bem como sua administração.

Diácono – alguém que é servo, e que pode ser útil em ação social e aconselhamento.

 

QUAL O REGIME DO GOVERNO DA IGREJA?

 

Seguindo os padrões bíblicos (At 1 e 6, por exemplo), a igreja batista é democrática e autônoma, não estando subordinada a nenhuma outra instituição, tendo Jesus como líder maior.

Isso não inclui o trabalho cooperativo. Como igrejas batistas, não somos independentes, mas interdependentes, pois nos associamos a outras igrejas batistas, formando Convenções Estaduais. Através do Plano Cooperativo, sustentamos diversos trabalhos missionários (fazemos isso através do plano Cooperativo, que uma contribuição mensal enviada á Convenção).

 

COMO ALGUÉM PODE SER MEMBRO DE UMA IGREJA BATISTA?

 

Por batismo, após profissão de fé.

Por carta de transferência de uma outra igreja batista de mesma fé e ordem.

Por aclamação, quando não houver como proceder com uma das duas formas anteriores.

Por reconciliação, quando uma pessoa esta desviada e decide voltar.

 

 

A IGREJA TEM ALGUMA FORMA DE DISCIPLINA?

 

Sim; segundo o padrão dado em Mt 18.15-17

Primeiro – uma conversa particular

Segundo – uma conversa com testemunhas

Terceiro – uma repreensão publica pela igreja

Quarta – eliminação do rol de membros da igreja

 

QUEM É PASSIVO DE DISCIPLINA?

 

Qualquer membro que cause escândalo e não demonstre arrependimento por isso. A disciplina não é aplicada tanto pelo recado, mas não falta de arrependimento.

 

Se as igrejas batistas são autônomas, como elas se relacionam entre si?

 

Através dos Congressos das Convenções, e toda igreja tem direito de mandar, como representantes, cinco membros por ser igreja, e mais um por cada grupo de dez membros. Nas assembleias são discutidos todos os rumos da denominação.

As associações são mantidas através do plano cooperativo, que é como um “dízimos dos dízimos”.

 

Qual a diferença da igreja batista para outras igrejas evangélicas?

 

Primeiro é necessário definir o que é uma igreja evangélica.

São consideradas evangélicas as igrejas que acreditam na Bíblia, na salvação através de Jesus, e que não desenvolveram nenhuma prática de condenar as outras igrejas, considerando-se como única igreja certa.

Exemplo de Igrejas Evangélicas: Assembleia deDeus, Igreja Presbiteriana, Igreja Cristã Evangélica, Igreja Metodista.

Exemplo de Igrejas não Evangélicas: Adventista do 7° Dia, Deus é Amor, Testemunhas de Jeová, Mórmons.

O grande dilema hoje é definir se a igreja Universal é ou não evangélica. A maioria não a aceita como sendo evangélica.

Dito isto vamos explicar as principais diferenças entre as igrejas evangélicas.

Vamos comparar as igrejas batistas, pentecostais e presbiteriana, que são as mais conhecidas em nossa região, e também pelo fato de que a igreja cristã evangélica é em muito idêntica aos batistas.

Pode-se perceber que as diferenças dizem respeito apenas as doutrinas secundárias.

 

Quais são, em termos gerais, os princípios fundamentais da doutrina batista?

A aceitação da Bíblia como única verdade, como única a determinar como será a nossa fé e nossa crença.

O conceito de igreja como sendo uma comunidade local democrática e autônoma, formada de pessoas regeneradas e biblicamente batizadas.

A separação entre Igreja e Estado (governo)

A absoluta liberdade de consciência; todo ser humano é livre pra pensar e agir como quiser. Todos prestarão contas a Deus.

A responsabilidade individual diante de Deus

A autenticidade e apostolicidade  das igrejas; a igreja de Jesus nunca deixou de existir (Mt. 16.18)

 

Explique a trindade?

 

Entendemos a trindade como as três pessoas nas quais Deus revela a nós, que são unidas num só proposito e essência. (Mt 3.13-17)

 

O QUE É UMA IGREJA BATISTA?

 

É uma congregação local composta de pessoas regeneradas e batizadas, que, voluntariamente, se reúnem sob as leis de Cristo, e procuram estender o Reino de Deus não só em suas vidas, mas nas de outros.

 

QUANDO O CANCELAMENTO DE MEMBROS PODE SER FEITO?

 

Por exclusão – a exclusão demonstra que a igreja zela pelo seu corpo e tem uma disciplina bíblica.

Por morte – ao morrer, o crente deixa de pertencer a igreja militante aqui na terra e vai incorporar-se à igreja celestial.

Por transferência – para outra igreja batista de mesma fé e ordem.

 

COMO SE DÁ O PROCESSO PARA A ORGANIZAÇÃO DE UMA IGREJA BATISTA?          

 

Convoca-se um Concilio para examinar a igreja.

Depois de aprovada, ela autentica a primeira Ata com a primeira Diretoria eleita.

Faz-se o Estatuto; e o CNPJ na Receita Federal.

 

TIPOS DE DISCIPLINA?

 

– pregações, exortação, etc.

– quando alguém comete algum erro, deve ser corrigido pelos irmãos.

– quando os pecados trazem escândalo e ofensas publicas à moral, a igreja não deve mostrar complacência.

O que é o Estatuto?

É um instrumento escrito que corporifica todos os princípios pelos quais a igreja se governa ou regula seus atos.

 

O QUE É REGIMENTO INTERNO?

 

Conjunto de normas que regem o funcionamento de uma instituição.

Relação de Igreja com o Estado?

– ter estatuto, declarar imposto, etc.

Jurídico – Se não cumprir, ela intervém.

– Ajudando ONG´s ou entidades filantrópicas.